A temporada 2010 não começou muito bem para o judô brasileiro. Neste sábado, a delegação verde-amarela conseguiu apenas dois quintos lugares no primeiro dia de disputas do Grand Slam de Paris, através da ligeiro Sarah Menezes e da meio-leve Erika Miranda.

Com isto, as duas somaram 60 pontos no ranking mundial. “Foi a segunda vez que peguei a coreana, a primeira tinha sido no Mundial de Roterdã, quando perdi na decisão dos árbitros. Dessa vez me senti melhor na luta, mais forte, e acho que ela também viu isso. Perdi o combate mas poderia ter vencido também”, comentou Sarah.

Erika Miranda, que perdeu para Misato Nakamura, líder do ranking mundial nas quartas de final, já faz planos para o futuro.

“Acho que de forma geral todas nós tivemos um resultado positivo e estamos conseguindo nos adaptar às novas regras e a entender a arbitragem. O importante é estarmos prontas para vencer no Grand Slam do Rio, em maio, quando aí sim o ranking mundial já estará valendo a classificação olímpica. Até lá vamos buscar o melhor resultado possível”, afirmou a atleta, que vem de uma medalha de bronze no Grand Slam de Tóquio, em dezembro passado.

De volta à seleção brasileira, a leve Ketleyn Quadros foi a nona colocada – bronze em Pequim-2008, a atleta foi a primeira medalhista olímpica do Brasil em esportes individuais.

“Fiquei satisfeita em ver que meu judô melhorou em relação ao ano passado. Fiz uma boa luta contra a Húngara que é terceira do mundo”, comentou Ketleyn, derrotada nas oitavas de final por Hedvig Karakas.

Neste domingo, a partir das 7 horas (horário de Brasília), competem Nacif Elias e Leandro Guilheiro (meio-médio – 81kg), Tiago Camilo (médio – 90kg), Luciano Correa (meio-pesado – 100kg), Walter Santos (pesado – 100kg), Mayra Aguiar (meio-pesado 78kg) e Maria Suellen Altheman (pesado – 78kg).

Anúncios