A final o que conseguimos resgatar atraves a pratica de uma arte marcial?

Pois se voltamos sobre o verdadeiro sentido dessas modalidades lembramos o obvio proposito da auto-defesa relacionada a cada uma delas. Apesar da nossa epoca ainda, e infelizmente, justificar em muitas oportunidades tal conhecimento, sabemos no entanto que o pacto assinado pelo homem social desabonou ele do direto de qualquer tipo de reacao a agressão ou ataque, essa missão sendo da responsabilidade dos poderes publicos ou dos orgões organizados nesse sentido, qualquer atitude contraria chegando ate o absurdo de considerar a vitima como agressor pelo único fato o mesmo ter mostrado arrogancia em treinar seu corpo e sua mente a qualquer eventualidade, enquanto na verdade so queria defender sua integridade fisica…

 

Outros falam da preocupação em manter a saude atraves a pratica de sistemas mais ou menos complexe de chutes, socos, imobilizações , luxações e outras receitas infernais para reduzir um eventual adversario a condição de picadinho ao molho.

Para ser bem sincero devemos reconhecer existir muitas outras disciplinas menos violentas ou potencialmente perigosas para chegar ao mesmo resultado, sem correr o perigo de danificar seu proprio organismo como isso pode eventualmente acontecer, esssa possibilidade fazendo parte do pacote escolhido pelo praticante.

 

Tampouco resiste a analise o argumento dos praticantes ressaltando o dominio da auto agressividade ou do corpo, pois, mais ou mais vez, pela meditação, pelo yoga ou ate pela psicanalise sabemos da oportunidade oferta ao ser humano de transcender sua animalidade e orienta-la atras de um proposito superior.

 

Sugerimos a tal ponto da nossa reflexão que a pratica de uma arte marcial oferece na realidade uma oportunidade muito mais valiosa ao aficionado. Pois no nosso ponto de vista, todo o que pode occorer num dojo ou outro lugar de treinamento resume as situações e os sentimentos apresentando-se na vida real, la fora, e devendo ser encarrados de cabeça erguida pra quem pretende vencer nessa vida: dificuldades, medo, dor, prazer, agilidade, cansaço, afinidades com certos ou antagonisme com outros, repeticões, sucessos, fracassos… O lugar de treino da arte marcial e lugar de vida, não é lugar parado mas sim espaço de permanente evolução, é microcosmo onde tudo esta resumido e demultiplicado tão o lugar é pequenho para experimentar tamanha lição de vida…

 

Por fim estamos tambem convencido que a pratica da arte marcial conduz o individuo a fazer parte de uma obra particular, de um proposito superior, fazendo dele o vetor de transmissão de um saber as vezes milenar, recebendo os conhecimentos de um mestre que foi ele mesmo aluno de outro mestre, para transmitir-os as gerações futuras, integrando assim uma linhagem eternal e sem fim, da mesma maneira que o conhecimento e a sabedoria não tem donos mas sim demultiplicadores e perpetuadores.

 

 

 

 

 

 

Anúncios