Policiais da 5ª DP (Setor Bancário)  de Brasilia prenderam na noite desta terça-feira (15/12), um homem acusado de atirar em professor de Jiu-Jitsu na madrugada de domingo (13/12). Segundo o delegado-chefe, Laércio Rossetto, outros dois homem já confessaram participação no crime, mas a polícia espera determinação da justiça – que deve sair às 17h de hoje – para prendê-los.

De acordo com o delegado Rosseto, a vítima, Júlio César da Silva Lima,  o Julio “Pudim” da Banni Fight Club, 43 anos, estaria no seu carro, um Pálio, por volta das 3h de domingo, quando foi abordado por três homens armados com um revólver espanhol calibre .380. Eles mandaram o professor passar para o banco de trás do carro, e entraram no veículo. A vítima, que ficou com a chave do carro na mão, reagiu ao assalto e levou um tiro no pescoço.

O trio fugiu em uma Parati esverdeada, placa JFG 8505, e segundo o delegado Rosseto havia uma criança no veículo, filha de um dos bandidos. Todos são moradores da Estrutural. Valdemir Gomes Rosa, 24 anos, é o único preso até o momento. A vítima esta no Hospital de Base do Distrito Federal, em estado grave, mas se sobreviver, poderá ficar paraplégico.

Os criminosos poderão pegar de 7 a 15 anos; caso Júio venha a falecer, os criminosos podem pegar de 20 a 30 anos, sendo acusados de latrocínio.

 
About these ads